Sistema de Monitoramento


Sistema de monitoramento da AESA por SIG (Sensoriamento Remoto, Geoprocessamento e Drones)

A AESA recentemente assumiu (2017), por meio de uma resolução conjunta com a ANA a de nº 1292/2017, o compromisso de estabelecer condições da permissão de acesso à água no Sistema Hídrico Rio Paraíba – Monteiro a Boqueirão e logo em breve o eixo Norte (Sertão), permitindo ao produtor rural usar somente 0,5ha para plantio, devido ao importante Projeto de Integração das Águas do Rio São Francisco, o PISF, e por meio do Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento todo o trecho do canal perenizado é monitorado e fiscalizado.

Trecho Perenizado do Rio ParaibaHill Shade

Trecho perenizado do Rio Paraíba para o monitoramento de Monteiro a Boqueirão. Imagem de satélite do Sentinel 2A ,em composição colorida. Fonte: AESA 2020.

Além de fiscalizações das áreas das 11 bacias hidrográficas, as áreas de influencias (rede de drenagem) e os 134 reservatórios do Estado utilizando imagens de satélite de alta resolução, temos também o uso de aeronaves não tripuladas (Drones) que, sob demanda, fiscalizam as bacias do Estado e as áreas de plantios irrigados. A AESA conta com dois modelos distintos de Drones para fiscalização: Mavic Pro e o Phantom 4 Pro.

Phanton 4

Outros equipamentos de topografia também são utilizados para o monitoramento dos mananciais como o Flowtracker e M9.

Equipe:
Jana Yres – Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento
André Luiz/ João Pedro/ Pachele/ Roberto Neto: Topografia e VAZÃO
Francisco Sousa/ Beranger Araújo/ Mozart Marques/ João Adelino/ Érica: DRONES

Desenvolvido com o Geoserver

 

 

 
Geoserver